Consulta Aqui | Sexualidade X Envelhecimento

Sexualidade X Envelhecimento

Sexualidade X Envelhecimento

Com o passar do tempo, as mudanças no corpo masculino podem intervir no aspecto sexual. Por isso, entender as transformações que fazem parte do processo de envelhecimento, como a diminuição natural na resposta aos estímulos sexuais, a menor produção de testosterona e as demais mudanças fisiológicas são de muita importância.

Os principais problemas sexuais enfrentados pelos homens durante o envelhecimento estão relacionados ao estilo de vida. São doenças como diabetes, hipertensão, obesidade, câncer, disfunção erétil, entre outras. “Por exemplo, a disfunção erétil (DSE) decorre do envelhecimento sem saúde adequada, por consequência do tabagismo, dislipidemia e sedentarismo. Assim, um homem idoso e com saúde mantém a vida sexual ativa e com qualidade”, explica o Dr. Rodrigo W. Andrade, urologista do Consulta Aqui.

Estilo de vida saudável, como a prática de exercícios físicos, dieta equilibrada, evitar o tabagismo e o alcoolismo são de extrema importância para manter uma boa qualidade de vida sexual durante o envelhecimento.

Dentre os maiores problemas, e relacionados com o desempenho sexual do homem idoso, estão as temidas complicações da próstata, que vão desde a hiperplasia benigna até o câncer.A próstata produz o líquido seminal, e sofre estímulo da testosterona por toda a vida. Nessa ação, ela pode crescer demasiadamente e perder a elasticidade de quando mais nova e, com o passar dos anos, pode atrapalhar na micção. Podemos dizer que a doença benigna da hiperplasia prostática ocorrerá em todos os homens que viverem o suficiente. Já o câncer de próstata, em aproximadamente 1 em cada 6 desse grupo”, adverte o Dr. Rodrigo.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimam que para cada ano do biênio 2018/2019, sejam diagnosticados 68.220 novos casos de câncer de próstata no Brasil. A doença é a segunda principal causa de morte por câncer em homens, seguido apenas pelo câncer de pulmão. A cada 41 homens, pelo menos 1 morrerá por esse motivo, porém, apesar de ser uma doença grave, a maioria dos homens diagnosticados não morrerá em decorrência dela.

Por se tratar de, nos primeiros anos, o câncer ser assintomático, é muito importante que homens a partir dos 50 anos se submetam aos exames ao menos uma vez por ano. Já homens negros ou com histórico familiar de câncer devem realizá-lo a partir dos 45 anos.

Quanto à sexualidade, havendo a necessidade de tratamento cirúrgico do câncer de próstata, existe um risco conhecido de DSE de até 30%, contudo, depende muito da idade do paciente. “Com a retirada da próstata, na hora do orgasmo durante a relação sexual, o homem não tem ejaculação, porém, não altera o prazer”, finaliza o Dr. Andrade.

Fonte: MCAtrês