Consulta Aqui | O impacto da baixa imunidade no cotidiano.

O impacto da baixa imunidade no cotidiano.

O impacto da baixa imunidade no cotidiano.

Imunidade é a capacidade do organismo de defender-se de agentes invasores, sejam eles infecciosos, células invasoras ou corpos estranhos de um modo geral. É o conjunto de mecanismos desenvolvidos na tentativa de defender nosso corpo através da produção de anticorpos (imunidade humoral) ou através da ação direta de células de defesa (imunidade celular).

Quando o sistema imune está enfraquecido, a chamada baixa imunidade, o paciente pode ser levado a infecções graves por agentes que normalmente não causariam problemas em pessoas saudáveis.

Diversas são as causas que podem levar a um comprometimento da imunidade. Em pessoas que não têm doenças causadoras de deficiência imunológica, fatores do dia a dia podem comprometer temporariamente a imunidade. “Tabagismo, obesidade, sedentarismo, alimentação irregular, estresse, ansiedade e insônia são alguns fatores que podem deixar o organismo susceptível a infecções”, explica a Dra. Dania Abdel Rahman, médica infectologista do Centro Médico Consulta Aqui.

Além disso, doenças que comprometem células de defesa, como câncer e AIDS também são condições de imunossupressão. Medicações como quimioterápicos e corticoides de uso contínuo agem também diminuindo a imunidade. Por si só, essa condição não costuma causar sintomas. O que pode acontecer é essa possível baixa imunidade levar a infecções e elas sinalizarem algum tipo de problema, de acordo com cada tipo de doença.

“O indivíduo que é acometido por resfriados e gripes repetidas, amigdalites de repetição, infecções urinárias múltiplas em curto intervalo de tempo, infecções de pele frequentes, entre outras, deve procurar um médico que o avaliará e solicitará exames que achar necessários, de acordo com cada queixa e com a infecção que o paciente apresentar. Dosagens de anticorpos, sorologias de doenças infecciosas e investigação de alguns tipos de câncer podem fazer parte dessa investigação”, adverte a Dra. Dania.

Como não há apenas uma causa de falhas da imunidade, não há tratamentos ou prevenções específicas. Porém, a médica do Consulta Aqui lembra que levar um estilo de vida saudável, não fumar, não consumir bebidas alcoólicas em excesso, alimentar-se corretamente, praticar atividades físicas, gozar de momentos de lazer e dormir bem são medidas que podem ajudar a melhorar a imunidade em todas as pessoas.

Fonte: MCAtrês