Consulta Aqui | Você sabia que as doenças reumáticas não atingem somente os idosos?

Você sabia que as doenças reumáticas não atingem somente os idosos?

Você sabia que as doenças reumáticas não atingem somente os idosos?

As doenças reumáticas, ou reumatismo, geralmente são associadas a apenas uma doença, proveniente das articulações, dos músculos, ligamentos e tendões. Contudo, cerca de 200 patologias estão ligadas a essas inflamações. As mais conhecidas são a artrite reumatoide e a artrose, que provocam dores agudas nas articulações e cartilagens. As doenças reumáticas também podem acometer órgãos internos, como coração e rins. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que entre 12 a 15 milhões de brasileiros sofrem com a doença.

Dentre as principais doenças reumáticas, as de maior frequência são: Doenças Reumáticas Autoimunes, Artrite Reumatoide, Artrite Reumatoide Juvenil, Esclerose Sistêmica, Miopatias Inflamatórias, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Síndrome de Sjogreen, Doença Mista do Tecido Conectivo, Síndromes de Superposição, Policondrite Recidivante e a Síndrome Anti-fosfolipide.

“É importante determinar o significado de reumatismo para a população brasileira. Para algumas pessoas significa dor articular associada a artrite reumatoide, que acontece na grande maioria. No entanto, para outras significa que está associado a uma doença chamada febre reumática, que se inicia durante a infância”, explica o Dr. Alberto Max Nieto Colônia, médico reumatologista do Consulta Aqui.

Normalmente, a tendência é associar tais doenças com os idosos, porém, elas podem surgir em praticamente qualquer idade, desde a criança de três anos, até idosos de 80 anos ou mais. “Os jovens podem sofrer de artrite reumatoide juvenil, provavelmente devido a fatores genéticos, ambientais ou autoimunes”, diz o médico. “Crianças e adolescentes podem apresentar dor articular, alteração do crescimento e limitação funcional. Em alguns casos o olho vermelho na criança pode ser um sinal inicial de doença reumática”.

Em pacientes com Lúpus Eritematoso podem ocorrer também manchas na pele parecidas com picadas de pulga ou mosquito.

Os principais sintomas são dor articular, limitação funcional associada a inchaço articular, presença de manchas na pele ou membros inferiores, olhos vermelhos, queda de cabelo, aftas orais e manchas na face.

Os exames que diagnosticam as doenças reumáticas vão desde tomografias e ressonâncias magnéticas até os mais sofisticados, como o anticorpo anti-citrulina (anti-CCP) e o ASLO (anti-estreptolisina). “A presença de um exame positivo em reumatologia não indica a doença. É necessário a associação de um conjunto de manifestações para preencher os critérios da enfermidade”, adverte o Dr. Colônia.

O tratamento depende do diagnóstico do paciente. Na Febre Reumática, por exemplo, é administrada a penicilina benzatina. Na Artrite Reumatoide, os anti-inflamatórios não hormonais, corticoides, antimaláricos, agentes imunossupressores e agentes biológicos. “No mais, é importante lembrar que quando um paciente apresenta dor articular, deformação, inchaço ou dores difusas, deve se consultar com um reumatologista com certa urgência, pois o tempo é um fator essencial para o diagnóstico da doença reumática e, consequentemente, para evitar maior deformação articular e outras complicações”, conclui o Dr. Alberto.

Fonte: MCAtrês