Infiltração e punção articular: seus benefícios, riscos e indicações.

Infiltração e punção articular: seus benefícios, riscos e indicações.

A infiltração articular é um procedimento médico ambulatorial que permite a administração de medicamento diretamente na articulação, através da introdução de uma agulha no espaço intra-articular.

Pode ser realizada em várias articulações, como joelho, ombro, cotovelo e quadril. “O procedimento é rápido e de baixa complexidade, durando de dois a três minutos, em articulação superficial, como o joelho”, explica o Dr. Rodrigo Vetorazzi, ortopedista do Consulta Aqui.

Grande aliada no tratamento de artrose, bursite e tendinite, a infiltração permite a injeção de substâncias para abrandar a dor, como anestésicos, e para o combate às inflamações como, por exemplo, corticoides. É utilizada também para a introdução de medicações para tratamento local, como ácido hialurônico.

Já a punção articular, ou artrocentese, é um procedimento que consiste em abordar uma articulação por meio da introdução de uma agulha, obtendo-se acesso ao líquido sinovial. É utilizada para diagnóstico e retirada de sangue, pus ou líquido articular aumentado. “A vantagem desse método é que os riscos são baixos. Apesar de haver a ameaça de infecção articular pós punção, sendo realizado com ótima assepsia local e em ambiente propício, esses riscos quase inexistem”, comenta o Dr. Vetorazzi.

Vale lembrar que, apesar da simplicidade do procedimento, é contraindicado a pacientes com suspeita de infecção bacteriana, presença de prótese articular, ulceração ou celulite periarticular, osteomielite adjacente, endocardite bacteriana e distúrbios de coagulação. “Gestantes, diabéticos, alérgicos, usuários de coagulantes e alguns outros grupos devem sempre informar ao médico, antes da infiltração, sobre sua condição, assim, o especialista tomará as precauções necessárias e fará o ajuste das medicações”, adverte o Dr. Rodrigo.

Fonte: MCAtrês